[Resenha] Quando o Amor Transforma - Bruna Starke

326 páginas || Quando o Amor Transforma || Bruna Starke || Ano 2017 ||
 Foto por Vanessa Lessa  || Resenha por Lisandra Vieira 






Sinopse:
Em uma época em que a sociedade dita as regras suas vontades não valem de nada quando se nasce mulher, ainda mais no Reino de Alaonor onde o matrimônio é sinônimo de salvação.
Alice nunca aceitou as imposições de seu tempo e mesmo com as tentativas de seu pai em encontrar um marido para sua única filha, ela sempre encontrou um modo de afugentá-los. Pelo menos até o dia que conhece Felipe.
A aversão é o primeiro sentimento que ela tem pelo Príncipe de seu Reino, onde sua fama é de ser irresponsável e egoísta, mas o destino faz com que ela descubra que as aparências nem sempre condizem com o que realmente se passa no coração de cada um.





Quando comecei a ler esse livro, imaginei que seria um conto de fadas onde a mocinha e o mocinho se apaixonariam e ficariam aos suspiros... Imaginei uma mocinha doce e meiga à espera de seu príncipe encantado vir resgatá-la e os clichês de todos os contos de fadas!
O que eu acabei encontrando foi uma trama bem elaborada, cheia de reviravoltas mirabolantes e uma mocinha forte e determinada, de fibra, e capaz de se transformar quando é tocada pelo amor.



"Nem sempre o príncipe encantado é aquele que te encanta no primeiro olhar, às vezes ele é justamente aquele que desperta em você os sentimentos mais contrários ao amor, mas a vida é sábia e, no final das contas, quem mais te tira do sério é exatamente aquele que será o dono de seu coração."

Alice é uma bela jovem em idade de casar, mas repudia essa ideia e rechaça todo e qualquer pretendente que seu pai lhe apresenta. Ela cresceu desacreditada do amor e do casamento após sua mãe abandonar a família quando ela era ainda uma menina e tomou para si os cuidados da casa, pai e irmão caçula.

Silas, o pai de Alice, cansado de todas as recusas da filha aos pretendentes e ansioso para encaminhá-la nesse novo destino, resolve ir até seu Rei e pedir sua ajuda. Ele vê que somente uma ordem de Rei Alberto poderá fazer com que Alice ceda à sua vontade, já que ela é determinada e fiel as suas convicções. O que Silas não imaginava, era que o Rei veria nesse pedido uma saída para seus próprios problemas...

Príncipe Felipe, o próximo sucessor do Reino de Alaonor, não quer nada além de viver a vida livre de amarras e compromissos. Ele não quer para si a responsabilidade de ser o novo Rei e não aceita a ideia de uma aliança com outros reinos através de uma união em matrimônio com uma princesa qualquer, à qual ele não conhece e não tem interesse nenhum em conhecer. Mas depois de declinar de todas as investidas de seu pai e rechaçar cada uma das princesas apresentadas à ele, Felipe começa a se sentir desconfortável com o futuro que lhe aguarda e a pensar se não está sendo egoísta com a família e seus súditos, e principalmente com sua mãe que há tempos está adoecida e aborrecida com suas atitudes.

Num de seus dias de arruaceiro ele acaba se dando mal e é nesse momento que surge Alice. Ela é diferente de qualquer outra mulher que tenha cruzado seu caminho...

Os dois sentem que seus corações começam a bater num ritmo diferente, mas afastam qualquer ideia a respeito. Alice parte e deixa o Príncipe intrigado com essa bela e irreverente desconhecida.

Sem conseguir esquecer-se desse encontro inusitado, Felipe tenta encontrá-la novamente e quando os dois se reencontram acabam abrindo uma brecha em suas almas e uma amizade começa a florescer...

Quando Silas comunica à filha que estão sendo esperados no castelo, Alice fica aflita e desconfiada dos motivos desse convite. Ela também fica angustiada, mesmo sem querer, com a possibilidade de rever Felipe já que ele não lhe sai do pensamento e esse fato a incomoda.

Então, depois de muito suspense o Rei declara seu ultimato. Felipe terá que casar com a súdita de seu reino, Alice. Nesse momento Alice fica brava, bate o pé, recrimina o Príncipe por acatar a ordem de seu pai... Eu fiquei pensando: 'Acorda mulher!! Olha pra esse Príncipe! Você já tá gostando dele mesmo... Melhor do que se casar com qualquer um, né?! Chega de mimimi e pega esse homem logo! “ rsrsrs” .



“- Sei que você não gosta de mim, sei que sua vontade era me ver longe, mas me diga Alice, que escolha tem? Que escolha não levaria você a um casamento fadado ao fracasso?"

Esse mocinho é muito fofo! Ele é aquele tipo de homem que luta pelo amor quando se descobre apaixonado e, além disso, ele é um ótimo amigo, filho, irmão. Ele é honrado e íntegro e muito paciente! Nossa, ele foi com calma além da conta para fazer Alice entender seus próprios sentimentos.


"- Você é tudo o que preciso, na verdade, muito mais do que mereço. - Como pode dizer isso, Felipe? Olhe para mim, sou uma mulher sem posses, sem modos, como você pode dizer que sou o que você precisa?"


Alice tem dificuldades de aceitar seus próprios sentimentos e claro, questiona o tempo todos os sentimentos que Felipe diz e demonstra ter por ela.

É impossível não se render ao amor, e as palavras e atos de Felipe. Eu mesma me apaixonei por ele! E o príncipe conta com uma aliada nessa batalha que é derrubar as muralhas que Alice levantou ai seu redor. Lia, uma amiga de infância criada no castelo, faz com que Alice perceba o que estará abrindo mão se não aceitar o amor do Príncipe. E não tem nada a ver com a coroa ou o título, mas sim de amor de verdade... Um amor que merece ser abraçado e dividido por ambos.

Mas se você está aí pensando que o livro só se trata disso, pode esquecer!
Têm mistérios, suspense, surpresas, uma mãe que ressurge do passado obscuro, atitudes surpreendentes de pessoas que Alice não poderia esperar e novos laços de amor e amizade que ela jamais sonhou.
Eu gostei bastante do desfecho final, pois não foi previsível e manteve sempre uma curiosidade para saber o que vinha adiante. Sempre que parecia que estava resolvido, uma nova surpresa surgia! E no fim, os personagens nos mostram o que acontece QUANDO O AMOR TRANSFORMA.
Preciso só dizer mais uma coisa. Adorei o final do pai de Alice. Acho que o amor age pra cada um de forma diferente e não se explica as atitudes em nome do amor.
Alice e Felipe, depois de muitas batalhas vencidas, conseguem o seu final feliz e é lindo de se ler.
Realmente o amor transforma aqueles que abrem seus corações...



"- Obrigada por me dar o que eu nem mesmo sabia que queria! – virando o rosto e vendo as lágrimas escorrerem de seus olhos. - Obrigado por devolver minha vida quando eu nem mesmo sabia que tinha direito a uma e por me dar mais um motivo para seguir em frente acreditando que o amor transforma quem se permite ser tocado por ele!"

Bruna, parabéns. Você tem muito talento e eu te desejo muito sucesso nesse caminho que escolheste para seguir.




Compre : Amazon 

Comentários

Postar um comentário